The Man

Nascido em 1981, no Hospital São Lucas de Petrópolis – RJ, construindo toda a sua vida por esta cidade até o momento.  Entrou para a escola em 1987 cursando o primário na Escola São Cristóvão.  Fez o ginásio na Escola das comunidades Santo Antônio e o segundo grau no Colégio Rui Barbosa.

Tentou durante a vida toda a carreira militar, mas como os militares são bem sábios em suas escolhas não o recrutaram nem como soldado.  A razão para não ter havido uma terceira guerra mundial é em grande parte explicada por esta decisão das Forças Armadas.  Já considerou a Legião Estrangeira, mas não se imagina lutando por uma bandeira diferente da brasileira.

Para sobreviver neste tempo realizou inúmeros trabalhos, que resumidamente foram:  vender sanduíche na rua Tereza (onde viu que não tinha a menor vocação para vendas), foi aprendiz de Tecelão e depois Tecelão, com máquinas automáticas e manuais.  Arrumou um bico instalando antenas parabólicas e telefones, trabalhou no Censo 2000 pelo IBGE, entre mais um monte de coisas.

Católico, esteve na ativa entre 1999 e 2006 quando foi definitivamente aposentado pois não suportavam mais ele.  Sua versatilidade o permitiu fazer de tudo, embora sua experiência com música fora meio traumática.  Os poucos que o ouviram cantar ainda se recuperam de lesões no aparelho auditivo.  Especializou-se em atividades externas, usando-se de táticas e exercícios militares.  Ficou famoso por isso.  “Subi nos ombros de gigantes” disse, para mostrar que outros antes tiveram mais trabalho para implantar isto e ele apenas continuou.

Por conta de sua admiração por estratégias militares, armas de guerra, veículos de combate, desde jipes até porta-aviões e principalmente por aviões e sendo burro demais para entrar no ITA ou no IME foi fazer engenharia mecânica na Universidade Federal do Rio de Janeiro, concluindo em 11/2009.  Como era de se esperar não foi um destaque, mas não foi um fracasso.

Durante a faculdade trabalhou em túnel de vento como Iniciação científica durante dois anos.  “A causa do fracasso da Ferrari na Fórmula 1 foi de ter recusado meu currículo” declarou.  Logo após teve um estágio na Pam-membranas Seletivas LTDA que se tornou seu primeiro emprego de engenheiro.  Sendo desligado em Janeiro de 2011, passou dois meses em férias estudando para a Petrobrás, onde não passou na prova por uma questão.  “Quem perde são eles” declarou.  Sua paixão por aviões o levou a pleitear uma vaga na Embraer, ocasião em que foi recusado.  Por conta disso, as aeronaves da Embraer continuam sendo seguras.

Atualmente trabalha como engenheiro na Guterres Projetos.  Pessoalmente é um cara sério, quieto, na sua. É tímido quando em ambientes estranhos, mas fica a vontade quando se adapta.  Facilmente socializável gosta de um bom papo e consegue manter conversas sobre praticamente tudo, desde Fórmula 1 até assuntos cotidianos.  É bastante eclético e consegue se adaptar e gostar desde bailes funk de favela e churrascos na laje até óperas no Municipal.

Vascaíno, gosta de praticamente todos os esportes, tendo o futebol, a fórmula 1 e o futebol americano como seus preferidos, mas não resiste a partidas de basquete, Vôlei e Rugby.  Praticando, é ruim em qualquer um deles e dos outros, mas gosta de se divertir.  Mesmo sabendo que será sua última experiência de vida, sempre quis jogar Rugby e Futebol Americano.

Em termos de comida gosta de tudo, só não come jiló, quiabo e dobradinha.  O prato preferido é massa, mas é um grande admirador de feijoada e de churrasco.  A bebida preferida é cerveja, mas tem fígado total flex perfeitamente adaptado para destilados e fermentados e também não recusa refrigerante, embora façam mal.

Títulos:

1991 – Campeão da Maratona Escolar cidade de Petrópolis quarta série categoria geografia de Petrópolis

1995 – Vice campeão de futsal Jogos internos Escola das Comunidades Sto Antônio.

1995 – Quarto Lugar Maratona Escolar cidade de Petrópolis oitava série categoria geografia de Petrópolis

1995 – Campeão de notas 10 na oitava série (22). Empatado com meu xará dos Santos.

1996 – Primeiro emprego com carteira assinada:  Auxiliar de Tecelão

1997 – Nota mais alta do Rui Barbosa na redação do ENEM – 9,5

2000 – 19° lugar concurso para Agente Censitário Supervisor Censo 2000 – IBGE

2000 – 22° lugar concurso para Bombeiro de usina nuclear –  Eletronuclear

2002 – 151° lugar no concurso da EsSA (Exército Brasileiro)

2002 – 51° lugar Vestibular UFRJ para Engenharia Mecânica (O SIGA me colocou em 30° até o fim do curso)

2003 – 43° lugar no concurso da EsSA

2006 – Trabalho apresentado na Jornada de iniciação científica UFRJ

2007 – 1° lugar concurso do IBGE para supervisor do Censo. O concurso só tinha 1 vaga.

2009 – Graduação em Engenharia Mecânica pela UFRJ

2009 – Primeira carteira assinada como Engenheiro

2009 – Compra o Red 5

Anúncios

5 respostas para The Man

  1. Pingback: 1 ano (5) | Blog do Fernando

  2. Esse “The Man” tá da hora!! Vê se colocar um botão do “curtir” do facebook pro povo divulgar. Ficou fora de série! Parabéns!!!

  3. **Coloca. Retificando o português!

  4. Eduardo disse:

    Gostei do blog salonga, principalmente da foto de He-man!

  5. Rafael disse:

    Ola Boa tarde !
    Preciso de uma ajuda.
    Pode ocorrer calço hidraulico fora da ordem de ignição ?
    Por exemplo um motor rocan, ordem de ignição é 1342
    Ao verificar um motor, constatado danos nas bielas do 1º e 4º cilindros.
    é possivel ?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s