Não teve jeito você pagou o pato

micheltemereoaumentoabsurdodagasolina

A melhor charge que vi sobre o aumento de impostos. E sim, Temer está bem representado aqui. Cortesia Rafael Dourado

Não adianta chorar, a conta para salvar o Temer chegou para todos nós.  Até hoje eu só vi um apoiador de Temer, curiosamente hoje, todos os outros vão pagar sem gostar.

O aumento de impostos nos combustíveis foi imoral, absurdo e vergonhoso.  Não sei se a sociedade está anestesiada ou já desistiu de lutar mas quando a Dilma quis ressuscitar a CPMF houve uma grita geral, com razão, e agora não se vê muita reação contrária.  Vida que segue.

A justificativa para essa colossal usurpação salarial (Thanks Milhouse) é para fechar as contas do governo.  O orçamento da União já prevê para esse ano um déficit de 139 Bilhões de Reais.  E não vão conseguir fechar a conta.

Imagina desse jeito: você é o governo e não consegue fechar as contas da sua casa porque comprou aquela SUV de última geração com todos os opcionais para andar na terra mesmo que o uso para ela se limitará a idas ao shopping. Falta dinheiro. O que você faz? Vai no seu patrão e pede aumento.  Ou melhor, manda ele lhe dar um aumento, afinal seu patrão é um frouxo e não vai te demitir.  Problema resolvido.

É assim que o governo agiu lhe passando a conta.  Quem é a SUV?  A salvação de uma pessoa:  Michel Temer.  Como ele foi salvo?  Com diversas SUVzinhas dadas aos deputados que tinham a chance de virar o país na direção da moralidade, mas preferiram mimos baratos.

Com esse aumento de impostos, o governo planeja arrecadar 10 Bilhões de Reais.  Segundo eles, era isso ou revisar a meta e entubar 10 bilhões de prejuízo.  Será mesmo que só tinham essas duas opções?  Será que o governo cortou tudo que poderia?

Existe uma coisa no orçamento chamada emendas parlamentares individuais.  Isso só existe porque os deputados que fazem as leis e são especialistas em fazê-las em causa própria.  E também porque não há nada que um parlamentar brasileiro ame mais do que dinheiro.

Na teoria funciona assim:  O eleitor brasileiro médio não faz ideia do que faz um deputado. O Tiririca já está lá há sete anos e ainda não contou pra gente.  Então eleitor brasileiro só acha político bom se ele fizer obra.  Principalmente escolas e hospitais.  As emendas servem para isso.  Daí toma de escola sem professores, sem carteiras e sem livros, hospitais sem médicos e aparelhos encaixotados… mas o deputado bota no seu currículo que fez escolas e hospitais.  O povão acha que ele é bom e vota nele.

Só que esse tipo de coisa não deveria ser responsabilidade de parlamentar.  Emendas individuais geralmente é dinheiro jogado fora e não raro não passam de uma forma de o parlamentar embolsar o dinheiro.  Que tal os deputados discutirem melhor o orçamento da União ao invés de só pegaram cheques em branco de milhões de reais para fazerem o que quiserem?

Quer se irritar mais um pouco?  Imagina que você seja um torcedor do Vasco da Gama.  Você, como um torcedor do Vasco, contribui com o clube.  Vira sócio do clube, paga mensalidade, ou vira sócio torcedor, vai aos jogos, compra produtos oficiais, tudo isso sabendo que assim contribui para o clube com o qual você se identifica.  Aí chega alguém e diz que você tem que contribuir também para o Flamengo.

“Ora pois, porque devo contribuir para um clube que eu não gosto?” pergunta você. Porque te mandam.  E se você não tem time?  Contribua assim mesmo para os clubes!  E se eu dissesse que no Brasil funciona assim?

Em 2017, R$ 817 milhões são tirados dos seus impostos para sustentar não clubes de futebol mas algo bem mais corrupto:  Partidos políticos.  Seja você coxinha ou petralha, ou apolítico, você sustentou partidos.  Lembra da marcha do MST?  Quem pagou a mortadela?  Você. Sabe aquele pessoal especial mas muito amado do MBL que critica a mortadela do MST mas que também teve lanche pago por partido?  Então, você pagou isso também.

Minha opinião é que partido político que se vire para se sustentar.  Os filiados pagam mensalidade, quanto maior o cargo do filiado maior a mensalidade. O partido que venda material, faça vaquinhas.  Se teve quem pagasse para tirar o Zé Dirceu da cadeia, imagino que dar dinheiro ao partido de sua escolha não seria problemático.  Se o fundo partidário não existisse já poderíamos ter uma boa economia.

Dá para cortar mais coisas?  Claro que dá. Só para parlamentares:  Verba de gabinete, passagens aéreas, auxílio moradia, auxílio vestuário… O executivo, embora a palavra aparelhamento tenha caído em desuso, bem que poderia acabar com essa prática, mais viva do que nunca e cortar cargos comissionados de coçadores de saco.

O governo argumenta que 51% das despesas da União são gastas no sistema previdenciário e por isso ele precisa de uma reforma.  Concordo com o governo.  Mas o sistema que precisa de uma reforma é o da previdência de servidores, sobretudo do legislativo e judiciário.  Não é certo um juiz ou deputado ou senador se aposentar com salário integral sendo que os demais brasileiros não tem esse direito.

Mas, sabe como é, o governo é o empregado do patrão mais bobo do mundo, o povo brasileiro, e sempre que ele pedir aumento, esse patrão dará, mesmo sendo o funcionário mais incompetente do mundo.

 

Anúncios

Sobre Fernando Vieira

Engenheiro Mecânico. Trabalha no Rio mas mora em Petrópolis. Fez esse blog, pra comentar sobre tudo um pouco mesmo sem entender de nada.
Esse post foi publicado em Posts técnicos e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s