Never Go Full Retard

Full Retard

Hoje fiquei irritado. Redes sociais são para nos divertir, mas as pessoas insistem em querer nos fazer passar raiva.  Geralmente é com o Facebook, não sei porque ainda insisto nessa rede.  Mas enfim, eu tenho um talento nato para dar murro em ponta de faca.

Estava dando uma olhada pelo Facebook, sempre mais do mesmo, você tem que garimpar algo legal.  Tem sempre o idiota que ainda acha que só o PT é corrupto, tem os outros que postam coisas sem sentido, tem que posta imagem do Chapolim com uma piada kibada do Twitter… Enfim, até aí beleza, você posta o que você quiser.

Mas eis que entre esse monte de postagem uma me irritou.  Começava com “Compartilhem até chegar nas autoridades” o vídeo, que começava a rodar automaticamente, mostrava alguém tentando estrangular um bebê.  Só vi uns cinco segundos desse vídeo.  Agora já não.  Foram além da linha da idiotice.  Não sei nem quem postou, só sei que denunciei ao Facebook

Quando as pessoas do meu Facebook cruzam uma linha que as colocam em modo Full Retard (Never go Full Retard), eu simplesmente dou unfollow.  É indolor e a pessoa não vai saber.  Acho até que é educado, eu não desfiz a amizade, e não quis discutir (vá por mim, não vale a pena).  Mas nesse caso passou dos limites do razoável.

Compartilhar um vídeo de violência contra crianças é Full Retard?  É. Mas vai além, é passar atestado de idiota enfiador de sorvete na testa.  Acha mesmo que um compartilhamento em massa de uma coisa dessas servirá para alguma coisa?  O vídeo mostra um crime?  Quer que as autoridades saibam?  Informe você mesmo.  Não compartilhe.

O compartilhar é um treco que é praticamente só usado para o mal.  Compartilhando essa coisa você só está fazendo aquilo que o autor quer:  Ter fama.  Você está promovendo uma pessoa ou página que age em total má-fé.  Uma coisa é promover um Chapolin sincero que só viola direitos autorais de um personagem e copia piadas do Twitter, outra é promover um cara que posta vídeos de violência.

A tarde veio outro vídeo desses, agora de violência contra um garoto de uns 12 anos.  Na descrição, todo aquele texto alarmista, compartilhem para determos esse criminoso, blá blá blá, e por fim…  Curta página tal.  Pombas!  O cara tá usando de um vídeo de agressão para ganhar likes!

Se você compartilha isso achando que está ajudando, sinto, não está.  Pelo menos não ao lado do bem.  Você pode estar compartilhando uma farsa.  Lembram disso? Compartilhar crimes e supostos criminosos não é a maneira certa.  Quer ajudar?  Denuncie as autoridades ou ao próprio Facebook.  Compartilhar sem verificar, faz de você um idiota útil.

De minha parte, já deu no saco.  Se o algoritmo do Facebook acha que suas postagens são interessantes para mim e você compartilhar violência contra crianças ou animais, eu vou denunciar ao Facebook.  Se ele deletar sua conta, te suspender ou o escambau, a culpa é inteiramente sua pelo que você compartilhou.  Se você for para o modo full retard, mas de forma inofensiva, só deixarei de seguir.

Anúncios

Sobre Fernando Vieira

Engenheiro Mecânico. Trabalha no Rio mas mora em Petrópolis. Fez esse blog, pra comentar sobre tudo um pouco mesmo sem entender de nada.
Esse post foi publicado em Reflexões e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s