Trump atacou a Síria. E agora?

misseis-siria2

Guerra também tem que ter propaganda

Agora beba iogurte. Dan’up!  Não há nada que possamos fazer.  Mas quer saber?  Pessoalmente acho que ele está certo.

Ontem (06/04), a capa do Jornal O Globo trazia um sírio carregando uma criança morta.  Se você abrisse o jornal na matéria veria ali um outro pai sírio carregando no colo seus filhos gêmeos de 9 meses.  Ambos mortos.  Na foto não parecia que as crianças estavam mortas.  Bashar Al Assad jogou gás Sarin em crianças!  E não foi a primeira vez que ele fez isso.  Se eu sou o presidente dos EUA, ao ver aquelas imagens, teria dado a mesma ordem.

Curiosamente é a primeira vez em seu mandato que Trump vai contra o que disse na campanha.  O discurso de campanha, e que agrada boa parte dos americanos era o de “America First”.  Deixe o mundo resolver seus problemas e nós ficamos com os nossos.  O papel de polícia do mundo incomoda a muitos americanos porque são seus impostos que são gastos nisso.  São seus filhos que morrem nesse papel.

Vai resolver o problema?

Claro que não.  70 Tomahawks não vão acabar com a guerra e nem incapacitar todas as forças sírias a ponto de obriga-las a se render.  Na verdade o que Trump está fazendo é cumprindo as ameaças que o Obama fez durante toda essa crise.  Obama disse que atacaria a Síria caso o governo usasse armas químicas.  Eles usaram e Obama não atacou.  Trump resolveu cumprir a ameaça.

Faltou combinar com os russos

Faltou mesmo.  Trump apenas comunicou que iria atacar. O presidente russo deve estar bem Putin com isso, ele vai reclamar, vai protestar e o escambau.  Mas ele não vai ser burro de entrar em uma guerra contra os EUA (isso seria a terceira guerra mundial).  Mas isso não impede de testar suas capacidades bélicas contra as americanas (e vice versa) num cenário de quase guerra.  O que deve acontecer direto são escaramuças entre caças e navios mas sem disparos.  Como bem lembrou o @cardoso na guerra fria os navios russos abalroavam os destroieres americanos:

Além disso, de acordo com a 34 regra de aquisição Ferengi, guerra é boa para os negócios.  Assad precisando de mais aviões, tanques e armas, o shopping dele fica em Moscou.

Por que os EUA não denunciaram à ONU?

Um vizinho abre uma casa de festas na casa dele.  Você passa a ter um baile funk todo dia do lado da sua casa.  Você denuncia que ele abriu um estabelecimento onde não poderia para a prefeitura.  Quanto tempo irá demorar até a prefeitura ir lá?  E que garantias você tem que ela vai conseguir fechar a casa de festas?

A ONU é isso.  Supondo que os Americanos seguissem esse caminho, o conselho de segurança se reuniria e faria duas coisas:   A primeira:  Mandar uma carta muito ríspida para o Assad dizendo ai ai ai isso não se faz.  A segunda votar uma resolução impondo sanções à Síria pelo ataque e prevendo maiores sanções se eles fizessem novos ataques químicos.  Se os russos não vetassem, o que seria difícil, ainda assim, quem obedece resolução da ONU hoje?  Só Israel desobedece trocentas todos os dias.  Ou seja, provavelmente a ONU seria ineficaz.

Trump não teve paciência.  E ainda mandou uma indireta pro gordinho da Melhor Coreia que agora o buraco é mais embaixo.

Por que não tentam dialogar com o governo e com os rebeldes?

Boa sorte.  Tem tantos grupos rebeldes lá que a Síria é hoje um samba do afrodescendente doido.  Uns são aliados de outros e inimigos de uns.  O treco é tão confuso que nem vale aquela máxima de “o inimigo do meu inimigo é meu amigo”.  Mas se você quiser tentar, boa sorte juntando esse povo todo. Melhor reservar a sala de convenções do Mercure Damasco.

O que podemos fazer?

Regra de aquisição ferengi #34:  Guerras são boas para os negócios.  Isso vai gerar algumas oscilações no mercado de capitais.  Se você souber surfar nisso, dá pra faturar uma graninha.  Atenção ao Petróleo e as indústrias que lidam com material de defesa.

E o Brasil?

No momento o Brasil não é membro do Conselho de Segurança da ONU.  Pela América do Sul está a Bolívia e o Uruguai. Ou seja, ninguém.  O Temer vai fazer o que ele é bom: nada.  Há muito tempo o Brasil não é reconhecido pela política externa.

O mais perto que estamos desse conflito é termos vaga para a Copa 2018 na Rússia e liderar uma missão da ONU no Líbano que é ali do lado.  Estão lá no momento duas fragatas, a União e a Liberal, essas belezinhas aqui:

fragata

Fragatas Classe Niterói:  União (F45) e Liberal (F43). Foto Defesanet

Estão em troca de turno, a União volta e a Liberal fica no lugar dela.  Eles devem ter tomado um susto se os radares deles captaram algo.

Vai ter ataque nuclear?

Duvido muito.  A teoria da destruição mútua assegurada diz que você tem ser muito doido pra fazer isso.  Mas só pra garantir já encomendei no Ali Express meu abrigo antibomba.  Está em Curitiba.  Espero que chegue antes dos mísseis:

Shelter

Fontes:

Anúncios

Sobre Fernando Vieira

Engenheiro Mecânico. Trabalha no Rio mas mora em Petrópolis. Fez esse blog, pra comentar sobre tudo um pouco mesmo sem entender de nada.
Esse post foi publicado em Posts técnicos, Reflexões e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s