Terceirização: Estão te fazendo de otário de novo

Steve

E a Câmara aprovou o projeto de lei que libera a terceirização de funcionários mesmo para a atividade fim da empresa.  A menos que você seja um bovino seguidor dos especiais mais muito amados do MBL, é melhor por as barbas de molho.

O mundo que eles dizem que vamos viver com a terceirização liberada é lindo:  Com menos encargos as empresas irão contratar a rodo, vai acabar o desemprego e, olha que legal, você vai ganhar a mais e todo o dinheiro que as empresas tinham que depositar em seu FGTS, contribuição para o INSS etc, passarão para a sua mão, para que você faça o que quiser com ele!  Valeu deputados!  Toca aqui!  Opa, pera.

Aqui é Brasil, não vai funcionar.  Pensem:  Eu trabalho na atividade fim da empresa.  Meu trabalho não pode ser terceirizado, a empresa é obrigada a me contratar pela CLT.  Assim eu tenho 13°, férias, vale-transporte e INSS (só não sei se esse vai servir para alguma coisa).  Eu contribuo também, meu contracheque vem cheio de descontos.

Aí a empresa acha bacana me terceirizar.  E sugere que eu me torne o famoso PJ.  Me pedem para fazer uma proposta para ser contratado como PJ.  Eu vou lá e calculo meu salário, 13°, transporte, alimentação, INSS, um a mais como FGTS, divido esse valor por 12 e apresento como proposta.  Para a empresa, o custo não aumentou, meu salário capaz até de dobrar.  Eu deveria estar torcendo para que fizessem isso logo né?

Como não há piso para PJ, eu tenho uma coisa chamada concorrência.  Outros sujeitos podem querer ocupar minha vaga e, para tal, irão fazer propostas menores.  É claro que a empresa irá pensar em contratar um cara mais barato.  E eu?  Ou entro nesse leilão maluco perdendo renda ou vou tentar a sorte, sei lá, dirigindo Uber.

Tá ruim?  Dá pra piorar.  Como o Uber não paga tão bem, identifico uma oportunidade.  Há poucos professores de matemática e física no mercado.  Mesmo eu não tendo formação de professor, eu não fiz licenciatura, mas posso arrumar uma vaguinha em colégio.

A atividade fim da escola é ensinar, eles não poderiam terceirizar os professores, mas como agora pode, me oferecem um contrato de PJ. A escola funciona de março a dezembro.  Por que me pagariam para ficar em casa de dezembro a fevereiro?  Me contratam apenas para nove meses.  Os outros três, se eu não trabalho, também não ganho.  Eu que dobre meu turno no Uber.  Férias?

Isso não pertence

“Mas o pessoal dos Call Center são terceirizados e são contratados pela CLT!”  Aí sim, essa turma é contratada por uma empresa que presta serviço a companhia.  Ao invés da Oi ficar te enchendo o saco ligando para você, ela contrata uma empresa para te encher o saco.  Essa empresa contrata funcionários e, apesar do salário merreca, eles são contratados pela CLT.

Estatais fazem isso.  A Petrobrás é campeã nesse processo.  O concursado BR acha que por já ter passado no concurso ele não precisa trabalhar.  E não precisa mesmo, ele tem estabilidade, é intocável.  Assim, precisa de alguém para fazer o trabalho.  Quem vai?  O terceirizado.  Ele não tem a estabilidade de um BR, é um pobre mortal.  Portanto, ele tem que trabalhar.

Talvez a terceirização da Petrobrás e das estatais seja a única que efetivamente gere vagas.  Porque tem a vaga do cara que deveria fazer o trabalho, o concursado, mas como ele não faz nada, gera uma outra vaga, a do terceirizado.  Isso não é bom, você paga esse salário.

Ao me rebaixar a PJ, a empresa que eu trabalho irá contratar mais uma pessoa?  Um estagiário? Um auxiliar para mim?  Uma massagista? Uma personal trainer?  Claro que não.  Se eu continuo fazendo o trabalho gerando um custo menor para a empresa por que botar mais alguém?  Eu também não faria isso.  A grana que a empresa economizou ajuda nos lucros dela.  Em compensação, sem ter que pensar nos 50% de multa rescisória, assim que baixar o serviço eles me demitem.  Se surgirem novas demandas me contratam de novo com total facilidade.

A terceirização como querem colocar vai acabar com a possibilidade de carreira de muitas pessoas, vai tirar sua estabilidade, tirar direitos e renda.  Os empregados passarão a ser subempregados.  Não é uma boa para o lado mais fraco da cadeia produtiva.  Portanto, cuidado, estão dourando a pílula para você, mas ainda é uma pílula de cianureto.

Anúncios

Sobre Fernando Vieira

Engenheiro Mecânico. Trabalha no Rio mas mora em Petrópolis. Fez esse blog, pra comentar sobre tudo um pouco mesmo sem entender de nada.
Esse post foi publicado em Posts técnicos e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s