Não mexam com a Minissaia, mexam com a educação

Claro que nossa musa do Blog está aqui apenas para ilustrar sobre o tipo de roupa que estamos falando e não tem nada a ver com a preferência deste que vos bloga em termos de roupas de mulheres. O intuito é de apenas edificar o leitor

Claro que nossa musa do Blog está aqui apenas para ilustrar sobre o tipo de roupa que estamos falando e não tem nada a ver com a preferência deste que vos bloga em termos de roupas de mulheres. O intuito é de apenas edificar o leitor

Só uma coisa dessas para me fazer vencer a preguiça e escrever aqui nesse espaço abandonado.  Acontece que isso me deixou horrorizado.  Acontece que o Jornal Hoje divulgou pesquisa em que 65% das pessoas acham que a mulher que mostra o corpo merece ser atacada.  Não sei em que canto do interior do país arrumaram gente pra responder a essa pesquisa, mas isso assusta.

Se tem algo que me orgulho muito nessa vida é da minha educação com as pessoas.  Não sou nenhum exemplo de cortesia, mas estou longe de ser o pedreiro parado no bar da esquina.  Aprendi bastante sobretudo em como tratar as mulheres.  E não, não é agarrando as mulheres por aí por estarem se mostrando.

Quem me segue pelas redes sociais conhece meu fetiche por mulheres de saia, vestidos (taras de verão), botas e legging (Taras de inverno – tive que googlar pra saber o nome da bendita “calça de ginástica”).  Adoro quando as mulheres se vestem assim, gostaria que minha namorada, esposa o que vier, se vestisse assim, não sei explicar só sei que gosto. Contudo moças, podem se sentir seguras vestidas assim passando perto de mim.  Eu não farei nada com as senhoritas.

No meu caso, mulheres assim me atraem porque eu acho que além de valorizar o corpo das moças ainda as torna femininas (e nem chegamos ao salto alto).  Por isso uma mulher assim me chama mil vezes mais atenção que uma de blusa larga e calça jeans.  Mas como as mulheres irão se vestir, isso é com elas.

Assim, é claro que se uma mulher atraente passar assim por mim, eu vou olhar, como qualquer homem, mas como manda a educação tentarei ser discreto.  Mas o mais longe que farei vai ser olhar.  Acho o fim do mundo essas cantadas de pedreiro, as gracinhas que se costuma ouvir na rua.  Os caras que fazem isso realmente acham que vão conquistar alguma mulher com essas gracinhas?

O que essa pesquisa basicamente mostra é o quão machistas ainda somos, mesmo as próprias mulheres, pois a pesquisa foi feita com homens e mulheres.  Parece que no Brasil o bandido é vítima até mesmo num dos crimes mais execráveis que existe, o estupro.  Afinal, segundo o (sic) raciocínio dessas pessoas não haveria estupros se todas as mulheres usassem blusas fechadas e largas calças jeans.  Ou melhor, se instituíssemos por aqui a Burca, os pobres estupradores não seriam mais tentados por cabelos ao vento, pernas torneadas e seios firmes e não cometeriam seus crimes.  Alguém realmente acredita nisso?

Eu não acho que o problema seja a roupa das mulheres.  Já tá mais do que na hora de educarmos as pessoas sobre isso.  A mulher pode estar nua na rua, mas se ela não quer que você toque nela, significa que você não deve tocá-la.  O estupro é um crime tão babaca, mas tão babaca que prefiro até quando os estupradores são presos ao invés de mortos, pois os demais bandidos na cadeia sabem dar o tratamento adequado a esse tipo de criminoso.  Tão patéticos quanto os estupradores, e que mereciam o mesmo tratamento são os tais encoxadores do metrô.  Os encoxadores paulistanos ganharam fama, mas sabemos que essa raça sub-humana existe em qualquer lugar do país onde haja transporte público lotado, ou seja, no país todo.

É preciso educar, desde já que as mulheres não são objetos a serviço dos homens.  E educar as mulheres para que elas não se considerem objetos dos homens.  E isso não se reflete nas roupas delas.  Elas tem que ter o direito de usarem a roupa que quiserem, adequada aos ambientes em que irão e a sua personalidade, sem que sejam importunadas.

Aos que insistirem em abusar das mulheres, nas ruas, no metrô, ônibus, etc, que tenham alguns dias de castigo na cadeia como os estupradores.  Melhor fazermos isso agora antes que venha alguma ONG e queira inventar que esses caras são doentes.  Já basta considerar drogado doente, daqui a pouco os estupradores também serão.  O que não pode, é achar que a culpa do estupro foi da minissaia, porque não foi.

Anúncios

Sobre Fernando Vieira

Engenheiro Mecânico. Trabalha no Rio mas mora em Petrópolis. Fez esse blog, pra comentar sobre tudo um pouco mesmo sem entender de nada.
Esse post foi publicado em Reflexões e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s