Retraficar a Morena para a Turquia num Cessna. Dá?

PR-ABV

Em Avenida Brasil, quando o Tufão foi sequestrado, pagaram o resgate dele em dinheiro vivo.  Aliás, em tempo de transações eletrônicas, cartões e tantas facilidades, o pessoal daquela novela insistia em carregar dinheiro vivo.  Mas bem, o dinheiro foi todo colocado em duas sacolas de lixo e transportado.  Tiveram o trabalho de calcular se o dinheiro caberia nos sacos e se os mesmos suportariam.  Inspirado nesse cara e sabendo que ele tem muito mais audiência que eu e é bem melhor que eu, guardadas as proporções, vou falar de Salve Jorge.

O caso é o seguinte:  O vilão Russo apagou a heroína (que tá bem fraquinha por sinal) Morena e a colocou num avião para a Turquia.  Como não dá para embarcar com uma pessoa desmaiada em um voo comercial, eles foram de jatinho.  O jatinho aparece decolando do aeroporto de Jacarepaguá e podemos ver algumas informações fundamentais, como o prefixo:  PR-ABV.  O Site da Anac diz que ele é um Cessna Citation 525.  Uma xeretada a mais no google e decobrimos que é um CJ1.  Aí já sabemos tudo sobre a aeronave.  Mais um pouco de Google e levantamos a ficha técnica da aeronave:

Cessna

A maior parte dos dados ali está por curiosidade.  Mas veja o alcance: 2750 km.  Como é que esse avião vai fazer um voo até a Turquia?  Rio de Janeiro e Istambul estão separados por 10287 km e um oceano.  Usando o Google Earth, vamos ver como esse bravo jatinho chegará até lá:

Saindo do Rio de Janeiro, no limite do seu alcance, ele terá que fazer uma escala em Natal (2500 km aproximadamente).    Em Natal ele enche o tanque e segue para a travessia do Atlântico.  Não dá para chegar ao continente africano com esse jato, ele terá que parar em Cabo Verde.  E sem margem para erros.  Essa perna terá algo em torno de 2600 km.  Daí, outra perna de cerca de 2500 km até Marraquexe (Marrocos).

Para lá de Marraquexe (não podia perder a chance de usar isso) teremos outra perna de 2100 km até Roma e, finalmente mais 1400 km até Istambul.  Ufa.  4 escalas, apenas para abastecer, sendo que a travessia do Atlântico está bastante arriscada (um vento de proa e você pode ficar sem combustível no caminho). Pobres Russo e Morena.

Mas que dá, isso dá.  Desprezando a conferência de passaportes que deveria ser feita em Natal, pois seria a saída do país onde eles poderiam ser pegos, dá para retraficarem a Morena.  Mas tomara que o Russo tenha bastante clorofórmio a bordo e que a Morena aprenda essa musiquinha:

Fontes: ANAC, Cessna e esse cara aqui.  A foto original tá aqui.

Leia Também:

Anúncios

Sobre Fernando Vieira

Engenheiro Mecânico. Trabalha no Rio mas mora em Petrópolis. Fez esse blog, pra comentar sobre tudo um pouco mesmo sem entender de nada.
Esse post foi publicado em Aviação e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para Retraficar a Morena para a Turquia num Cessna. Dá?

  1. Lívia Marini disse:

    Querido, você já ouviu falar em uma coisa chamada “LICENÇA POÉTICA”?

    Pra mim, isso é só mais um caso de perseguição contra a Glória Perez, mas não se esqueça: Se essa viagem da Morena de volta à Turquia foi “estranha” (o que eu nem acho, considerando que se trata de uma máfia, e que obviamente viaja de maneira clandestina, coisa até bem fácil aqui no Brasil…) o que foi então a história do pen drive da Nina em Avenida Brasil?

    Aquilo sim foi um insulto à inteligência alheia, e mesmo assim a novela bombou.

    Beijos

    • Querida, você já ouviu falar em “HUMOR”?

      É só uma brincadeira, todo mundo que gosta de aviões se perguntou como a viagem poderia ser feita naquele jatinho.

      Não tenho nada contra a Glória Perez, ela nem sabe que eu existo, mas licença poética mesmo foi a Morena dar um trabalho danado na boate na Turquia e eles enviarem ela de volta ao Brasil com cocaína (sendo que a rota de tráfico dessa droga é ao contrário), ao invés de simplesmente matá-la e desovar o corpo em algum esgoto constantinopolitano.

  2. cardoso disse:

    Eu estava catando dados pra fazer ESTE MESMO POST, aí vi que você já tinha feito. Inspirado no meu das bolsas de dinheiro. Ô internet pequena. Curioso que achei autonomia de 2400Km pro CJ1, o que não dá pra chegar em Cabo Verde, então minha conclusão seria oposta à sua.

    • É o que eu acho de mais fascinante da internet. Acaba sendo um mundo pequeno mesmo. Sempre leio o seu blog, espero escrever como você quando crescer hehe.

      A sacada de calcular as bolsas de dinheiro foi brilhante, eu jamais pensaria em fazer aquilo. Quando vi o jatinho da Morena, na mesma hora lembrei desse post e achei que poderia fazer algo semelhante nesse caso.

      Quanto ao CJ1, procurei depois de novo e achei referências tanto com 2400 quanto como 2750, mas nenhuma do fabricante. Existe a CJ1+ (não é o avião da Morena) que dever ser como o Boeing 777ER que leva um pouco mais de combustível, pode ser isso.

      Se for 2400 e não der pra atravessar o Atlântico (nem forçando a barra com escala em Fernando de Noronha), aí é rumo a América do Norte e Estreito de Bering, e Rússia (!)

  3. Pingback: Aviões, aviões, aviões! (e mais aviões) | Blog do Fernando

  4. Pingback: Quem diria, o Latino não entende de aviões… E o estagiário do Ego não sabe usar o Google | Blog do Fernando

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s