Flight Radar 24

Ano passado a Lufthansa fez uma ação de marketing simples, mas bem interessante:  Aproveitando que o Santos estava indo para o mundial de clubes no Japão com a companhia (para levar aquela histórica piaba do Barcelona), a empresa resolveu divulgar o link de um site que permitia que você acompanhasse o avião que levava os jogadores santistas.  Surgiu no Twitter a tag #aviaodosantos e foi por aí que eu descobri esse site:  FlightRadar24

Esse site permite que você veja o tráfego aéreo em tempo real.  Clicando nos aviões é possível saber voo, companhia aérea, altitude, velocidade, modelo e de onde ele veio e para onde ele vai.  Para quem gosta de aviação é um passatempo divertidíssimo.  Mas, como esse negócio funciona?

É simples:  Muitos aviões possuem um transponder chamado ADS-B.  Esse transponder é usado para identificar a aeronave.  Basicamente ele emite um sinal que informa as características da aeronave (fabricante, modelo, companhia…) e do voo (código do voo, origem, destino, altitude, velocidade, localização…).  Estes dados são retirados direto do computador da aeronave e do seu sistema de navegação. O piloto não faz nada, isso é automático.

O site então tem uma rede de receptores destes sinais dos transponders das aeronaves.  Estes sinais são enviados pela internet para um servidor que plota os aviões no mapa que você vê no site.  Adicionalmente ele cria tabelas com os dados da aeronave e busca também fotos da mesma, no seu banco de dados interno.  Esses receptores são mantidos por caras malucos que gostam de aviões.  Se você é um desses, você pode comprar um receptor ADS-B, decoder, baixar os softwares e passar a alimentar a rede.  Ela está realmente meio carente aqui no Brasil.

Assim, quando você entra no site, o que você é isso aqui:

 

E você aí achando que o tráfego aéreo no Brasil é movimentado

Esse mapa veio do Google Maps, e você pode passear a vontade, dando zoom para ver menos aviões (particularmente útil se você quiser seguir um avião em particular naquele engarrafamento aéreo na Europa e nos EUA).  A imagem acima eu tirei ao acaso enquanto escrevia o post.  Em outro momento de tempo, vamos seguir um avião qualquer em específico.  Que tal o Gol1513 do dia 03/10/12?  Esse voo é uma típica ponte aérea SDU-CGH e a particularidade desse voo nesta data é que eu estava dentro daquele avião.  Assim, enquanto eu via isso:

Você no site via isso (crédito a Nathalia que mandou o print):

 

Legal né?  Isso foi ótimo pois do avião eu sempre fico tentando localizar onde estou, e acabei por descobrir depois que minhas deduções estavam certas.  Mas este Flight Radar fica mais legal ainda quando você tem um iPhone ou um Android parrudo:  Eles tem aplicativo para que você acompanhe as aeronaves no celular.  Funciona igual ao site.  O mesmo Gol1513 que eu estava, aqui já é visto ao final do seu voo chegando em Congonhas:

Mas o que é bem legal nos aplicativos para celulares (também tem para iPad e tablets Android) é que usando a câmera do dispositivo, se ele é equipado com bússola e giroscópio, e apontando a câmera para um avião que você está vendo passar acima de você ou está no aeroporto pode saber todas as informações sobre ele.

Todo esse sistema obviamente tem limitações.  Quando os aviões somem, por exemplo, não você não testemunhou um acidente aéreo.  O avião apenas saiu da área de cobertura.  Se em cima de onde você mora isso acontece, considere comprar um receptor e decoder e alimentar a rede na sua área (é perfeitamente legal, você não transmite, só recebe e não influencia no tráfego aéreo).

Outra coisa é que você não vê todos os aviões.  Muitos modelos de aviões não possuem o transponder ADS-B.  Faça um teste:  Tente encontrar uma aeronave da Azul no mapa.  Você não encontra porque a Azul voa essencialmente com aeronaves Embraer que não usam esse transponder. Mas elas estão lá.  Por isso mesmo (e por motivos óbvios) não tente procurar caças, bombardeiros ou o Força Aérea Um.  Nenhuma força armada no mundo seria burra de liberar a localização em tempo real de suas aeronaves em tempo real…

Para saber mais, inclusive sobre como ter seu receptor, visite o site do aplicativo:  www.flightradar24.com Ele diz tudo o que você precisa saber e como ter sua pequena estação de radar.  Se quiser se divertir mais, tente ouvir a rádio de algum aeroporto e acompanhar os controladores ordenando os aviões e vendo a resposta dos pilotos.

Leia Também:

Anúncios

Sobre Fernando Vieira

Engenheiro Mecânico. Trabalha no Rio mas mora em Petrópolis. Fez esse blog, pra comentar sobre tudo um pouco mesmo sem entender de nada.
Esse post foi publicado em Aviação e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Flight Radar 24

  1. Pingback: Conspiração contra a Tam e a Airbus ou só uma idéia para se caçar cliques? | Blog do Fernando

  2. Pingback: 7 dias com o Nokia Lumia 920 | Blog do Fernando

  3. Pingback: Quem diria, o Latino não entende de aviões… E o estagiário do Ego não sabe usar o Google | Blog do Fernando

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s