Bicicletas como meio de transporte? Fala sério…

Tira do Blog do Rafael Dourado (Sapo Brothers) sobre bicicletas como meio de transporte

Dia desses aí foi o dia mundial sem carro.  Aí vem todo aquele mimimi de bicicleta como meio de transporte e como a salvação da humanidade.  Falando sério, a solução para a mobilidade urbana não passa pelas bicicletas.  Hoje, isso é inviável.  Vamos ver porque:

Considere um cidadão, senhor pedalante, que resolveu utilizar bicicleta para ir ao trabalho.  Ele todo feliz e empolgado em salvar o mundo vende seu carro e compra uma bela bicicleta.  Toda equipada, modelo completo com câmbio seqüencial de 21 marchas… Vamos ver o que nosso amigo vai ter que enfrentar:

Nosso amigo precisa de um lugar para guardar sua bicicleta.  Se ele mora em casa, isso é simples.  Mas considere um apartamento.  Com o espaço reduzido, onde você vai colocar a bicicleta?  Ah, mas o apartamento do senhor pedalante tem garagem. Ótimo, uma garagem feita para carros.  Que você divide com o prédio todo.  Se muitas brigas de condomínios começam com arranhões e amassados em carros, imagina uma bicicleta?  As pessoas podem simplesmente roubar sua bicicleta.  Eu não deixaria minha bicicleta lá.  Mas vá lá.

Senhor Pedalante vai então trabalhar.  Apenas para localizá-lo em algum ponto do planeta, vamos supor que ele mora em Botafogo e trabalha no Centro do Rio de Janeiro.  Nosso amigo irá pedalar esse caminho.  Vou confessar que ele terá um belo visual.  Se ele vier pelo Aterro, será um belo caminho.  Aí o senhor Pedalante estará feliz e realizado.  Olhará com desdém para os carros passando a 90km/h nas pistas ao lado: “não sabem o que estão perdendo” ou verá os mesmos carros parados no engarrafamento:  “Otários” e seguirá seu caminho.

O centro do Rio na configuração atual é hostil as bicicletas.  E não parece que vá melhorar no curto prazo.  Ele vai dividir as ruas com carros, ônibus, motos, caminhões e até com os barbeiros a bordo de vans.  Não, não é um mundo legal.  Mas enfim, senhor Pedalante encara e chega a seu trabalho.  E agora?

Onde é que esse cara vai guardar a bicicleta?  Eu já vi no centro da cidade estacionamento para motos, carros, pontos de ônibus…  Mas bicicletário?  Taí algo que eu ainda não vi.  Tá, a prefeitura pode colocar alguns por aí. Não é caro. Mas, você confia?  Se eu estivesse na pele do senhor pedalante, compraria corrente de adamantium.

Mas no mundo ideal, ele tem um lugar seguro para deixar seu “veículo”.  Há coisas que não dá pra tirar nem no mundo ideal.  Considere o senhor Pedalante indo trabalhar no verão carioca.  O belo visual da orla não irá impedir que nosso amigo chegue suado ao trabalho.  Não acho que seus colegas gostarão de trabalhar com um cara suado.  A empresa disponibilizará chuveiro para ele?  E mais, quando ele tomará banho?  No horário de trabalho?  Aí a empresa pagaria para ele tomar banho?  Ele pode chegar mais cedo.  Aí seus colegas gostam da idéia e passam a chegar mais cedo também.  E forma-se uma fila no chuveiro.  Pessoas se atrasam no banho.  E o patrão não vai gostar da idéia.

Ao criticar as bicicletas como meio de transporte não pensem que sou um chato anacrônico (chato eu sou, tudo bem) que defende que as pessoas devem ir cada uma em seu carro, de preferência enormes e beberronas SUVs.  Não, sou favorável ao transporte público e detesto SUVs.  Veja meu caso por exemplo:

Nas semanas normais o Red 5 fica de bobeira em casa.  Não o uso para trabalhar.  E por que?  Porque não sou louco oras!  Dirigir 120 km todo dia?  Pegar engarrafamento?  Me estressar?  Morrer em dinheiro para estacionamento e para a Concer?  Fora o estado que meu carro estará após um ano nessa rotina? Tá doido?  Além do que, é um baita desperdício de recursos ir de carro sozinho até o Rio.  Se eu tivesse caronas, até valia a pena, mas…

Mas o ponto que quero chegar é que pegar o carro para mim é prejuízo.  Eu tenho um ônibus que posso pegar a 800m da minha casa e me deixa em frente ao local de trabalho.  Ele faz o mesmo para voltar.  Pegar carro pra quê?  O ônibus é confortável, ar condicionado, não viajam pessoas em pé…

A idéia é essa:  Se oferecer transporte coletivo de qualidade para as pessoas, elas largariam seus carros em casa, os usariam apenas para passeio, que é sua função.  O problema é que no meu caso eu tenho um transporte de qualidade, coisa que 90% dos cariocas (sendo bonzinho) não tem. Os governos precisam avançar no eixo de transporte público de qualidade e rápido, de modo a convencer as pessoas a largarem os carros em casa.  Só não creio que bicicleta seja a solução.

A tirinha veio desse blog aqui: http://www.sapobrothers.net  Tem muita coisa legal lá.  Vale a visita.

Leia Também:

Anúncios

Sobre Fernando Vieira

Engenheiro Mecânico. Trabalha no Rio mas mora em Petrópolis. Fez esse blog, pra comentar sobre tudo um pouco mesmo sem entender de nada.
Esse post foi publicado em Posts técnicos e marcado , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Bicicletas como meio de transporte? Fala sério…

  1. Pingback: Autores e copiadores | Blog do Fernando

  2. Pingback: A Fórmula 1 verde. Para inglês ver. | Blog do Fernando

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s