A Williams FW 34 que não era a FW 34

Quinta feira saí para almoçar mais cedo disposto a deixar todo mundo que gosta de Fórmula 1 com inveja de mim:  Ia ver de perto uma Williams de verdade!  Levei a câmera, me preparei psicologicamente e fui conhecer o carro.

A história é a seguinte:  A Embratel é uma das patrocinadoras da Williams.  A empresa sempre esteve com o Bruno Senna, e é muito graças a ela que o piloto tem aquele carro para andar nessa temporada.  Por isso, como forma de ação de marketing, a Williams emprestou o carro para uma exposição e para impressionar os visitantes.

Soube desse evento por causa do pessoal do ônibus (aliás esse ônibus é um ótimo networking).  Um deles trabalha na Embratel e soube do carro lá e nos convidou para ir tirar umas fotos do carro.  Bem, fomos.

Eu já tinha visto a Ferrari do Kimi Raikkonen em 2008 na Rio Oil & Gas (preciso contar a história da Ferrari em algum post), pois bem, agora era a vez da Williams.  Chegamos lá na Embratel e lá estava ela.  Pensei que teria que passar por um monte de segurança e que só poderia ver graças a carteirada do funcionário, mas não.  Qualquer um que entrar no prédio vai ver a bichinha.  Está no saguão.

Mas uma coisa curiosa e só pra mostrar que eu sou chato:  Veja essa foto aqui:

Tudo bem, a Williams desse ano é a FW 34, mas não, não é uma FW 34 que está sendo exposta no prédio da Embratel.  E é facinho notar isso.  Essa é uma Williams Fw 34, peguei do site da Williams:

Bem daí concluímos que o carro que está em exposição não é a FW 34.  Caso você não tenha notado, a diferença mais básica entre os carros:  O degrau no bico (o regulamento deste ano abaixou a altura máxima do nariz dos carros.  Todos os carros acabaram ganhando esse degrau, exceto Mclaren e Caterham).

Esse carro é o FW 33, usado na temporada 2011, foi pilotado por Rubens Barrichello e Pastor Maldonado.  Tinha motor Coswort e seus pilotos sofreram com ele.  Com pouco dinheiro, foi o que deu, e a Williams lembrou seu ano em que perdeu o magnífico Honda Turbo e teve que andar com Judd.  Por conta dele, Frank Williams reformulou todo o corpo técnico e surgiu o FW 34, com motor Renault.  A reformulação deu certo, Maldonado ganhou uma corrida e a equipe está consistentemente nos pontos, estaria bem melhor no mundial de construtores não fosse o venezuelano tão barbeiro e Bruno Senna (que entrou no lugar de Barrichello) um tiquinho mais corajoso.

Assim, o carro que está lá é um FW 33, com a pintura deste ano.  Exibir carros do ano anterior é normal, as equipes não iam dar mole de mostrar segredos de seus instrumentos precisos de velocidade e aerodinâmica (TM Lightning McQueen) para que outros copiem.  Ainda mais para um evento de patrocinadores.  A própria Red Bull leva os carros do ano passado para exibições pelo mundo.  Como testar os carros é proibido, é a saída que eles tem para fazer uma média com os patrocinadores.

Há uma outra questão óbvia, equipes de F1 não produzem seus carros em série, devem produzir aí uns cinco chassis por ano.  Como dois são usados em um GP, outros dois ficam em Grove (no caso da Williams), caso sejam necessários.  A equipe não gastaria produzindo um chassi só para demonstração.  E imagina a trabalheira logística de tirar um carro da Itália, manda-lo para o Brasil e depois para Cingapura.  Fora que o carro é desmontado e inspecionado após cada GP.  Não daria tempo para expor um carro no Brasil.  No entanto, pessoalmente, acho legal pra caramba poder ver esses carros de perto, que se dane se são do ano passado.

Mas isso aqui é feio, dona Embratel:

Enganar o público dizendo que o carro é o FW 34 deste ano não é crime, a bolsa não vai cair por isso nem mesmo as ações da Embratel mas é meio que chamar as pessoas de ignorantes.

Eu sei que cada vez menos pessoas gostam de automobilismo, que carros são os vilões do mundo  (Leiam isso aqui), que só viam F1 por causa do Senna, que quando ele morreu perdeu a graça e tals, também sei que 99% das pessoas que verão aquele carro sequer sabem que o carro da Williams deste ano é o FW 34 e não é aquele, mas custava dar a informação certa?  Poxa Embratel….

Aqui cabe uma discussão sobre como as empresas tratam seus clientes, sempre na idéia de enganá-los para obter mais lucros (certo Caoa-Hyundai?), mas não estou com paciência e fugiria ao tema do post.

Mas mesmo com essa pisada de bola da Embratel, ainda assim achei muito legal o carro estar lá e eu poder visitá-lo.  Abaixo a galeria com algumas das fotos do carro.  Quem estiver pelo centro do Rio, vale a visita.

Leia também:

Anúncios

Sobre Fernando Vieira

Engenheiro Mecânico. Trabalha no Rio mas mora em Petrópolis. Fez esse blog, pra comentar sobre tudo um pouco mesmo sem entender de nada.
Esse post foi publicado em Causos e marcado , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para A Williams FW 34 que não era a FW 34

  1. Pedro Horta disse:

    Esse FW33 era ruim que só!! Alias, vai uma aposta antes do treino pro GP de Cingapura: Maldonado vai dar um beijo no muro nessa corrida!!!

  2. Pingback: 7 dias com o Nokia Lumia 920 | Blog do Fernando

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s