War Against Acne I

Está começando o Reality show mais fantástico da história nacional. O Big Brother vai parecer colônia de férias perto disso aqui.  O Blog do Fernando tem o prazer de apresentar o reality War Against Acne, um reality show em que eu descreverei meus avanços na batalha contra esse mal que me irrita e assola há tempos.

Como todo adolescente, aos 15 eu tive espinha pra caramba.  Melhorei.  Aos 24 elas voltaram e eu convivo com elas até hoje.  Tentei uns tratamentos doidos, nada com resultado.  O melhor que eu tive foi a base de isotretinoína, só que a anta aqui achou o remédio caro demais e parou antes de completar o tratamento.  Resultado, tudo voltou.

O dermatologista que acertou comigo foi o Dr Laert Goulart, de Petrópolis.  Bem, todos os problemas de pele que tive, ele resolveu.  O cara era o melhor dermatologista que existe.  A culpa do tratamento não ter funcionado foi minha.  Infelizmente, quando fui querer retomar o tratamento, o grande médico veio a falecer.  Desta forma, como homenagem póstuma a ele eu vou até o fim dessa vez, e vencer essa droga.

Bem, o que eu ganho com isso?  Fico mais bonito.  Postando isso no Blog não ganho nada.  Nem os laboratórios também porque vou citar os nomes das drogas, não dos remédios (a menos que role uns trocados.  Afinal, quer rir, tem que fazer rir).

E o que vocês ganham com isso?  Nada.  Talvez algumas informações.  Na verdade vocês perdem, pois terão que parar de me zuar, de me achar nerd, entre outras coisas.  Está começando meu grande reality show, com previsão de durar 7 meses.  Vamos que vamos:

Dia 0 – 04/07/2011

Dia de médica nova, consulta com a mesma.  Vamos partir para a Isotretinoína mesmo.  Mas antes ela quer saber como estou.  Tenho que fazer exame de sangue.  A pior parte de exame de sangue é ter que ficar 12 horas em jejum.  Ninguém merece.

Ao mesmo tempo, para evitar que, quando começar a isotretioína não haja uma piora e eu me transforme em uma aberração da natureza, durante 28 dias estarei tomando um antibiótico chamado Limeciclina, 300mg por dia em uma dose diária.  Segundo a médica, isso já deve melhorar bastante a aparência.  Findo esses 28 dias irei começar a guerra química mais pesada.

Uma coisa interessante que ela me disse é que não se pode tomar os dois remédios juntos, o antibiótico e o anti-espinhas.  Isso provocaria um aumento na pressão intracraniana fazendo meu avantajado e super cérebro dar tilt. Isso não é legal.

Além disso, faço uso de um sabonete a base de enxofre que não ajuda em nada, mas como ela mandou continuar, continuemos.  Abaixo minha cara feia no dia 0:

Pretendo atualizar a campanha ao menos uma vez por semana, relatando o que passei e postando fotos das melhoras, ou pioras.  Veremos onde chegaremos.

Anúncios

Sobre Fernando Vieira

Engenheiro Mecânico. Trabalha no Rio mas mora em Petrópolis. Fez esse blog, pra comentar sobre tudo um pouco mesmo sem entender de nada.
Esse post foi publicado em War Against Acne e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s