Motel

Como esse Blog já tem um ano, as datas começam a se repetir e se eu ficar escrevendo para marcar datas eu estou ferrado.  Por isso todos sabem o que eu escrevi sobre dia dos namorados.  Se não lembra, está aqui.  Como eu ainda não comprei um motel, essa data continua sendo comercial e para negócios onde eu não vou lucrar, continuo não dando muita atenção a ela.

Mas, justamente pensando em motéis, resolvi fazer este post para as piores coisas que acontecem em motéis e que sempre passamos:

  1. Garagem de motel com portão fechado:  Quando você entra num motel todo mundo sabe o que você vai fazer.  E embora seja algo da vida, perfeitamente natural e saudável, ninguém gosta de ser pego entrando em um.  Aí, quando você vai a um motel e a garagem tem um portão e você é obrigado a esperar do lado de fora até que o portão abra enquanto seu carro está ali, exposto e todos vendo.  Sua placa está lá, e a lei de Murphy vai atuar fazendo passar um conhecido sempre no momento.  Pior ainda se você estiver dando uma escapada.  Isso é pior em cidades pequenas como Petrópolis ou carros mais chamativos.
  2. Fila na entrada:  Motel é um lugar que não deveria ter fila.  Ficar em uma sala de espera para fazer, bem, você sabe é péssimo.  E quando temos outros casais de companhia na fila.  Fica sempre um olhando para o outro, todos sabendo o que vamos fazer e um clima pesado fica no ar.
  3. After fila:  Se a fila estava grande e você esperou bastante e mesmo assim ainda está no clima e não procurou outro motel, um bom conselho é evitar perder a paciência pois, imagine o que o casal que estava lá antes fez.  Aí você com pressa brigou com os funcionários.  A arrumação e limpeza do quarto vai ser mal feita.  Entendeu né?
  4. Quartos temáticos bizarros:  Digamos que você está em um motel com quartos temáticos.  Como a suite do Rei Arthur, a dos homens das cavernas, a futurista e a lunar estão ocupadas você aceita a “Conde Drácula.”  Mas a menos que você seja fã de Crepúsculo, vai ser difícil fazer algo em uma cama em formato de caixão.
  5. Banheiro com porta de vidro:  Tudo bem que o ambiente é exclusivo e niguém vai ver, mas imagina que você ou sua (seu) parceiro (a) tenha um problema intestinal.  Não é nada excitante ver alguém usando a privada.
  6. Cupom de compra coletiva:  Aí você viu uma promoção e o motel estava baratinho em um peixe urbano da vida.  Aí, claro você faz uma reserva e vai usar o seu cupom.  Só que na hora de pagar, estes estabelecimentos não gostam de receber estes cupons.  Aí, tome de discussão para conseguir usar o dito cujo.
  7. Fila para pagar a conta:  Toda fila de motel é constrangedora.  Se um dia eu tiver um motel, o funcionário vai levar a máquina até o quarto.  Se até o motoboy traz a máquina quando entrega a pizza, custa levar até um quarto?
  8. O cartão não passa:  Você pode ser um pé rapado, mas a conta de motel é sua (supondo você ser o homem ou sei lá, nesses tempos, a pessoa mais ativa ou o que for).  E quando o cartão não passa porque você não pagou a fatura ou o limite estourou e você não tem dinheiro pra pagar.  Lembre-se, você não volta lá tão cedo e se conseguir voltar com a mesma pessoa será uma vitória épica.
  9. Sair de taxi:  Ou qualquer outro veículo que não o seu carro.  Voltar de motel de ônibus é péssimo (se você foi de ônibus, parabéns a quem topou essa com você).  Também não vale aquele truque de ir de ônibus até perto do motel para o taxi sair mais barato.  Fora que você tem um taxista de confidente na sua história se o seu encontro é proibido…
  10. Encontrar conhecido:  Sério, no motel, a única pessoa conhecida que você quer ver lá é a que você está levando.  É constrangedor encontrar aquele seu amigo de infância, ou aquele amigo mala, fanfarrão, ou descobrir que sua vizinha é funcionária do motel.  Geralmente sorrisinhos amarelos é o que não vai faltar.

Enfim, é engraçado como essas coisas da vida, sobretudo relacionadas a sexo tem um poder constrangedor sobre nós.  Ao menos são coisas que sempre nos renderão causos e motivos para boas risadas depois…

Anúncios

Sobre Fernando Vieira

Engenheiro Mecânico. Trabalha no Rio mas mora em Petrópolis. Fez esse blog, pra comentar sobre tudo um pouco mesmo sem entender de nada.
Esse post foi publicado em Causos e marcado , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Motel

  1. Pingback: Como cagar na casa da namorada | Blog do Fernando

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s