Tamanho é documento

Comentando o meu post sobre a tragédia de Teresópolis a Elaine começou assim:  “Amigo…. Desta vez ví (lí) um Fernando que se mostrou, em seus um e sessenta e poucos metros, um grande homem…”

Ela errou minha altura.  Eu tenho 1,72.  E se você quer me elogiar, começar pela minha altura não é uma boa idéia (sem ressentimentos Elaine, seu comentário foi ótimo).  Isso porque eu detesto a minha altura.  Eu me acho baixo demais.  Tanto que, uma vez vi um filme (Gattaca – A Experiência genética) em que o protagonista, para ser astronauta faz uma cirurgia para aumentar a altura.  Se esta cirurgia realmente existisse eu a faria.

Quando eu tinha 18 anos fui medido no alistamento do Exército:  1,70m.  Em dez anos cresci 20mm.  Grande porcaria.  Tá, eu sempre fui do time dos baixinhos, nunca o mais baixo da turma (ao menos isso), mas nas filas por ordem de altura eu ocupava sempre a terceira posição do mais baixo para o mais alto.  Gostaria de estar era entre os grandes.

Sendo baixinho o leque de esportes que você pode praticar é bem pequeno.  Vôlei e basquete, esquece.  O Futebol é bem democrático para os baixinhos, contanto que você tenha talento (como o Romário).  Como eu não tenho talento e no futebol o lugar menos pior para mim é o gol, surge outro problema.  Sou baixo para ser goleiro. No atletismo já fui bem em corridas de sprint (100 metros rasos), mas como o comprimento das pernas é importante (logo a altura), sem chance.

Há um esporte bom para baixinhos:  Automobilismo.  Adoro esse esporte, perfeito!  Mas para quem veio de família pobre de Petrópolis, sem chance.  Só entrei num kart pela primeira vez aos 16 anos e fui (e ainda sou) uma nulidade.  E naqueles kartezinhos indoor.  Ou seja, risque o automobilismo, porque nem campeãozinho de kartinho indoor serei.

Dizem que hipismo também é perfeito para baixinhos.  Turfe também (menos peso em cima dos cavalos e menos arrasto aerodinâmico, deve ser).  Mas bem, como uma família pobre manteria um cavalo de milhares de reais, ou eu aprender a profissão?  Bem, outro fora.

Já me conformei em ser um nada nos esportes.  Fazer o quê (imagina que eu queria jogar futebol americano)?  Para existirem os bons tem que existir os ruins.  Mas as dificuldades da vida de baixinho não param por aí.  Você ter 1,72 não é uma qualidade atraente para as mulheres.  Minha primeira namorada tinha 1,70.  Quando ela usava salto (e o fez na formatura de ensino médio dela) ela ficava mais alta que eu.  E isso, convenhamos, fica estranho.  Os baixinhos tem que se acostumar.

Da mesma forma que os homens olham para os seios ou outras partes do corpo das mulheres e isso é um determinante na atração física antes de um contato, a estatura do homem também o é para as mulheres.  Conversando com algumas amigas descobri isso.  Todas sempre preferem homens mais altos, no mínimo uns 5 centímetros que elas.  Mas elas sempre preferem os caras de 1,80 ou mais.

Ou seja, no jogo da conquista um cara baixinho como eu já sai na desvantagem.  Porque o primeiro fator que fará com que a mulher se interesse, a atração física, aquilo que a fará notar você no meio da multidão você já não tem:  A altura.  O seu amigo de 1,80m já está sendo notado enquanto ela nem sabe que você existe ainda, mesmo que você já esteja vidrado nela.

É um jogo que você pode virar, se tiver um bom papo, for um cara legal, tiver outros atrativos, com o estabelecer de um contato você consegue se provar melhor que o cara de 1,80 que a essa altura você já o está pintando de idiota.  Mas saiba, você largou em desvantagem.  Seria como se numa corrida de F1 o cara de 1,80 largasse na pole e você largasse na terceira fila.  Dá pra ganhar a corrida, se não baterem em você na largada e sua estratégia for perfeita.

É péssimo ser baixo.  Ir em shows é um tormento, sempre um cabeçudo alto fica na sua frente, você sempre sofre mais pra chamar o garçom no bar (eles sempre atendem os altos primeiro), para passar no meio das pessoas na boate é bem pior (elas não notam você).  Enfim, não vejo qualquer vantagem nos meus 1,72.  queria mesmo era ter 1,90, talvez ganhasse mais respeito assim.  Mas poderia ser pior, eu poderia ter nascido anão…

Anúncios

Sobre Fernando Vieira

Engenheiro Mecânico. Trabalha no Rio mas mora em Petrópolis. Fez esse blog, pra comentar sobre tudo um pouco mesmo sem entender de nada.
Esse post foi publicado em Esportes, Reflexões e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Tamanho é documento

  1. Pingback: Tweets that mention Tamanho é documento | Blog do Fernando -- Topsy.com

  2. Roni disse:

    brother,se eu tivesse 1.72 estaria mais feliz,se tu falo que tem todas essas dificuldades com essa altura,imagina eu que só tenho 1.61.isso é foda se eu chegar a 1.70 ja me sastifarei.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s