1 ano (2)

Novembro é um mês de muitos aniversários para mim.  Muitas coisas fazem anos em novembro.  Coisas e pessoas.  As pessoas são todas muito queridas que fazem aniversário este mês, mas tem também os aniversários de coisas.  Tem umas bem desagradáveis, mas outras bem felizes.  É da mais feliz que vou falar:

Em 11 de novembro de 2009 no auditório do Centro de Tecnologia, UFRJ sob um calor de 35 graus e sem ar condicionado por conta da manutenção do prédio eu me tornava engenheiro.  Foi uma colação de grau simples, sem muita papagaiada, mas bastante simbólica.  Bem, só por começar entrando no auditório ao som do tema de 007 foi bem divertido.

As colações da Politécnica da UFRJ são sempre com muita gente por conta dos muito cursos, mas é raro você colar grau junto com pessoas da sua turma.  No meu caso, nenhum dos que entraram comigo no primeiro período estava naquela colação.  Alguns já haviam saído, outros ainda iriam sair.  Mas a de 11/11 era a minha.

A rotina de se formar é uma maratona.  Entre defender o projeto final e colar grau, ainda há muita energia a ser gasta.  Corrigir o projeto para deixá-lo ao gosto da banca, entregar, dar entrada na colação e toda a burocracia da UFRJ desaba sobre você.  Para quem está na fase do vestibular, que acha difícil entrar lá, espere só até você querer sair.

A primeira coisa é revirar o museu de sua casa atrás de histórico escolar e publicação no DO de sua formatura no ensino médio.  Achando isso, além de documentos de praxe (lembre-se de estar em dia com as obrigações eleitorais) você vai para a última jornada da UFRJ:

Há uma peregrinação a ser feita pelo complexo CT-CCMN para obter os nada-consta das bibliotecas.  São sete ao total.  E isso tem que ser feito no máximo cinco dias antes da colação.  Ou seja, correndo.  E aí você anda por todo o complexo numa espécie de gincana, que daria um excelente jogo de videogame obtendo nada constas.  O que te deixa com raiva é que o funcionário de uma biblioteca sabe em todas as que você já foi, pois o sistema é centralizado.  Mas não pode obter um nada consta só, mesmo que, se eu tivesse roubado um livro da biblioteca do IFCS eles saberiam.

Vencida todas estas etapas você consegue colar grau.  Não é fácil também não.  A cerimônia foi sob calor, tirar as fotos antes mais ainda.  A beca esquenta bastante, você derrete ali dentro.  Mas nada se compara a cantar o Hino Nacional, ouvir um discurso do antigo diretor, da época em que você entrou em que ele, simplesmente citava o discurso que ele fizera exatamente quando eu entrei lá.  Nostálgico.

Mas nada se compara ao momento ganhar copa do mundo.  O Pedro, amigo de todos esses anos de faculdade, definiu a formatura como ganhar uma Copa do Mundo.  Dada a dose de individualidade do feito, eu diria que é como ganhar um mundial de F1, onde você é o piloto.  Quando o atual diretor chama você com o prefixo de “Engenheiro” você percebe o tamanho da vitória.

Mas um piloto de F1 não ganha um campeonato sozinho, ele precisa da equipe.  E bem, a equipe nesse caso são todos os amigos, todas as pessoas que te apoiaram ao longo desses anos todos e que te incentivaram a não desistir quando esse desejo passou por sua cabeça várias vezes.  Em homenagem a eles, eu dei uma baita festa que também fará um ano, no próximo dia 20.

Vencer essa maratona, mesmo não sendo o que eu planejava de início é bastante realizador.  Não fui o CR mais alto, não fiz um grande projeto final, andei sempre no bolo mas…  Eu consegui.  Só isso já conta bastante.  Um plano B bastante difícil.

A foto abaixo foi a mais simbólica.  É horrível, eu sei, mas já viram foto minha bonita?  Usei ela em uma homenagem que fiz na festa, ficou tão feia quanto, mas espero que as pessoas que receberam tenham gostado.

 

Anúncios

Sobre Fernando Vieira

Engenheiro Mecânico. Trabalha no Rio mas mora em Petrópolis. Fez esse blog, pra comentar sobre tudo um pouco mesmo sem entender de nada.
Esse post foi publicado em Causos e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s