Alguma coisa In Rio

O assunto da semana foi dado pelo Medina:  Finalmente o Rock in Rio voltará ao Rio.  Foi só ouvir essa notícia que eu me animei, senti de novo a vontade de estar lá, de ver o maior festival de rock do mundo depois de Woodstock mas…

Tem alguma coisa errada.  Desde 2001 não temos um Rock in Rio.  Aparentemente os cifrões fizeram com que o  empresário esquecesse da segunda parte do nome do seu festival e o Rock in Rio ganhou versões toscas em Lisboa, Madri, etc.  Soou extremamente ridículo o “Rock in Rio Lisboa” mas parecia piada de português.  Mas foi sério, realmente fizeram o festival de rock carioca na capital lusitana.

E depois o Rock in Rio ganhou o mundo mas esqueceu do Rio.  E ficamos nós aqui, apenas a admirar que o Rock in Rio acontecia no mundo inteiro menos no Rio.  Não faço idéia de porque o Rio não podia mais abrigar o seu festival, deve ser coisa de dinheiro, medo, sei lá.  Mas, ficamos de fora.

Aí um dia ele acorda se lembrando das multidões nos outros festivais e grita “Caramba, é ROCK IN RIO” e assim resolve-se fazer, dez anos depois a quarta versão do festival.  Mas os cifrões novamente escureceram a visão do empresário.  Levar o festival para São Paulo?  Muito pior, ao menos os paulistas aproveitariam ele.  Agora ele esqueceu da primeira parte.

Sim, porque só alguém que esquece o nome do festival chama para gravar o clipe oficial um Marcelo D2, um Sandra de Sá, etc.  Onde está o Rock?  Ele ainda permite que o hino do festival seja contaminado por um Rap.  Não dá.

Quando entrevistado ele diz que quer trazer para o festival artistas como Shakira e Lady Gaga.  Pera lá!  Não era para ser Rock in Rio?  Onde está o Rock?

Antes que me critiquem, quero dizer que o Xiita em música é o Leo.  Eu sou bem eclético, e não tenho nada contra que haja shows da Lady Gaga, da Shakira, da Ivete Sangalo, da Sandra de Sá entre outros no Rio e mesmo um festival com todos eles, iria em vários desses shows.  Mas precisa chamar de rock?

Já é um insulto chamar a bandinha do filho do Fábio Jr, o Restart, o Cine, etc de Rock, imagina esse resto?  Essas bandinhas tentam fazer algo de rock.  Insultam o rock com sua tentativa, diga-se de passagem, mas a Lady Gaga não é rock.  E ela mesmo sabe disso.  Bem como os outros que citei antes das bandinhas.  E eles nem querem fazer rock, não é praia deles.  Ou alguém imagina uma Ivete Metaleira?

Enfim, parece mesmo que o Medina esqueceu-se agora do Rock.  Tomara que ele refresque a memória até o ano que vem e convide bandas como Iron Maiden, Metallica, U2, Rolling Stones, Kiss, entre outras, justificando o mote do festival que é trazer os maiores músicos de rock do mundo para o festival.

E que os cifrões não ceguem o Medina para que ele não desperdice um dia do festival entregando o mesmo aos adolescentes coloridos fomentados pela Globo e faça com que nosso país seja representado por Capital Inicial, Barão Vermelho, Titãs e, vá lá, até um Charlie Brown e um Jota Quest.  Uma volta do RPM seria ótimo ao festival…

Mas, espero morder a língua, mas creio muito que o Rock In Rio terá de tudo in Rio, menos Rock.  Ou seja, será um “Alguma coisa in Rio”

Anúncios

Sobre Fernando Vieira

Engenheiro Mecânico. Trabalha no Rio mas mora em Petrópolis. Fez esse blog, pra comentar sobre tudo um pouco mesmo sem entender de nada.
Esse post foi publicado em Reflexões e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Alguma coisa In Rio

  1. Pingback: 6000 | Blog do Fernando

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s