A Copa do Mundo (visão passional)

Ilustrando com comercial da Coca-cola mesmo.  Quase não é um comercial e a música (Wavin Flag) traduz bem o que estou tentando dizer

De 4 em 4 anos ocorre o maior dos eventos esportivos do planeta.  A copa do mundo.  A copa é mais fácil de se acompanhar do que os jogos olímpicos porque na copa temos apenas um esporte, o futebol, e o torneio dura mais.  E, na copa do mundo participam muito mais países.

 Como assim, muito mais países?  A copa reúne 32 países enquanto que nas olimpíadas temos mais de 150.  Mas a copa, a qual estamos assistindo é apenas a fase final.  Tudo começa nas eliminatórias que reúnem mais de 200 países.  Há mais países na FIFA, disputando eliminatórias, e portanto a copa do que filiados a ONU.

 Não quero aqui dizer que a Copa do mundo é mais importante que os jogos olímpicos, ou entrar nesse polêmica porque ela simplesmente não deveria existir pois se trata de coisas diferentes.  No entanto as pessoas adoram essas polêmicas, então, fazer o que.  Eu é que não vou entrar porque também sou um apaixonado por jogos olímpicos.

 Mesmo porque é bonito de se ver, seja para qual modalidade que seja vermos os países se reunindo para jogar, o que no fim é uma grande celebração.  Países se unem para lutar, para ferrar os outros, para tudo, menos para celebrar.  E nessas competições nós vemos.

 As olimpíadas encerraram guerras na antiguidade, e os jogos fazem parte do imaginário popular.  As mitologias sempre trazem contos dos povos que escolhiam seus campeões e os mandavam para competir com os campeões dos outros povos.  O que são esses jogos (a copa e as olimpíadas) senão isso?

 O futebol é o esporte mais praticado no mundo.  Isso faz dele também o mais disputado.  Ser campeão mundial de futebol é muito mais difícil porque em qualquer canto do mundo em que você levar uma bola você consegue organizar uma pelada.  Então para ser campeão do mundo no futebol começa por se arranjar um espaço na seleção do seu país, o que já não é fácil.

 Talvez por isso seja um esporte tão apaixonante.  É um jogo que regras simples, a mais complexa delas é o impedimento, mas não é tão complicado como o Baseball ou o futebol americano por exemplo.  É mais simples mesmo que o Basquete e o Vôlei.  Tanto suas regras quanto sua prática.  Em qualquer lugar você consegue jogar.  Só precisa de uma bola e duas traves.  A bola pode ser feita com meia, pode ser uma latinha, até mesmo pedra.  As traves podem ser pedras, riscos na parede, chinelo, poste, portão uma marca imaginária…

 Tem ainda o fato que o futebol não é um esporte justo.  Nem sempre o melhor vence.  A história está repletas de zebras.  No futebol um time ruim pode arrancar uma vitória de um time forte e mesmo um título, por conta da forma como é o jogo.  Isso permite que histórias de superação vistas apenas em filmes apareçam na vida real, dentro de campo.

 O futebol também embora seja um esporte emocionante o momento máximo dele – o gol – é algo raro.  Se comparado a outros esportes com bolas e pontos, o futebol é o que ocorre menos pontuação, ou seja tem os placares mais baixos.  E pior, pode ocorrer um 0X0 e isso é absolutamente normal.  Isso faz com que você deseje muito mais o gol, e quando ele ocorre deve ser muito comemorado pois pode ser o único da partida.

 Aí tem a copa do mundo, o evento máximo do esporte máximo.  Uma coisa que todo mundo entende, está lá reunindo os melhores do mundo naquilo.  Mesmo para quem o país não está lá acaba assistindo pois, estão todos ligados e aquele mundial é, de alguma forma importante pra todo mundo.  São os campeões de cada país se reunindo para ver quem será o campeão de todos.

 Só de você ver reunidos times do mundo inteiro, de todos os continentes, com todas as raças sendo representadas já é algo que mereça ser chamada a atenção.  Coloque todo o clima de festa ao redor, a competição, e um esporte fascinante e pronto:  Você tem a copa do mundo.

 É fascinante a forma como é disputada, e como, de repente os jogadores se empenham ao extremo por apenas um jogo.  Quando a copa entra na fase do mata-mata é emocionante quando se chega ao fim do jogo, por volta dos 40, 42 do segundo tempo e o time que perde se lança loucamente ao ataque, com até mesmo o goleiro tentando a sorte do outro lado do campo.  Você os vê jogando como se não houvesse amanhã.  E de fato, pode não haver para eles, pois a derrota significa a eliminação.

Enfim, o que estou querendo dizer é que um evento que reúna todos os países do mundo, com um esporte que reúna raça, determinação, imprevisível e simplicidade e ainda que reúna algumas das pessoas mais famosas do mundo realmente tem o direito de parar o planeta.

Na minha opinião o mês da copa tinha que ser feriado!  Afinal ninguém mandou colocarem trabalho, estudo, etc no meio da copa.

Anúncios

Sobre Fernando Vieira

Engenheiro Mecânico. Trabalha no Rio mas mora em Petrópolis. Fez esse blog, pra comentar sobre tudo um pouco mesmo sem entender de nada.
Esse post foi publicado em Esportes e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para A Copa do Mundo (visão passional)

  1. Pingback: 6000 | Blog do Fernando

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s